Snowden alerta que os governos estão usando o coronavírus para construir ‘a arquitetura da opressão’

Uma entrevista exclusiva com o famoso informante Edward Snowden em “Shelter in Place”, a nova série da VICE TV

Por Trone Dowd

Texto publicado originalmente por Vice TV O futuro pode ser imprevisível, mas pandemias globais não são. Não há um único governo no planeta que não tenha sido avisado, repetidamente, que em algum ponto uma pandemia viral varreria o globo, causando muitas mortes e perturbando a economia. E mesmo assim a maioria deles não estava preparado para o novo coronavírus. “Todo acadêmico, todo pesquisador que estava observando sabia que isso ia acontecer”, diz o famoso informante Edward Snowden numa entrevista exclusiva com o cofundador da VICE Shane Smith. “Mesmo assim, quando precisamos dele, o sistema falhou conosco, e falhou conosco de maneira abrangente.” Snowden é o primeiro convidado da nova série “Shelter in Place”, que estreou na VICE TV (EUA) na quinta passada, abordando a resposta global ao covid-19 e seu impacto durador no mundo todo. Smith discute esses temas, além de como sobreviver à quarentena, com pensadores convidados de ciência, entretenimento, economia e jornalismo. No episódio de estreia, Smith conversa com Snowden, que vazou a história sobre a vigilância da National Security Agency sobre pessoas dos EUA em 2012. Na entrevista conduzida da casa de Smith em Santa Monica por videochamada, os dois abordam tópicos como a falta de preparação diante de uma pandemia global, por quanto tempo isso será uma ameaça para a humanidade, e se o poder que estamos entregando aos líderes do mundo pode se voltar contra nós. Smith: Por que parece que estávamos tão mal preparados? Snowden: Não tem nada mais previsível que uma crise de saúde pública num mundo onde vivemos amontoados em cidades lotadas e poluídas, do que uma pandemia. Todo acadêmico, todo pesquisador que estava observando sabia que isso ia acontecer. Na verdade, até as agências de inteligência, posso te dizer em primeira mão, porque elas liam relatórios sobre planos para pandemias. Regimes autocráticos lidam melhor com coisas assim que regimes democráticos? Acho que não. Quer dizer, há argumentos de que a China pode fazer coisas que os EUA não pode. Isso não quer dizer que o que esses países autocráticos estão fazendo é realmente mais efetivo. Pensando em países como a China, onde os casos parecem ter se estabilizado, quanto podemos confiar que esses números são verdadeiros? Acho que não podemos confiar. Particularmente, vimos o governo chinês trabalhar recentemente para expulsar jornalistas ocidentais, precisamente neste momento onde precisamos de relatos independentes críveis vindo da região. Parece que o coronavírus pode ser a maior questão da era moderna sobre liberdades civis, sobre direito de privacidade. Mas ninguém está falando sobre isso. Enquanto o autoritarismo se espalha, enquanto leis emergenciais proliferam, enquanto sacrificamos nossos direitos, também sacrificamos nossa capacidade de impedir o deslizamento para um mundo menos liberal e menos livre. Você realmente acredita que quando a primeira onda, a segunda onda, a 16ª onda do coronavírus forem esquecidas, essas novas capacidades serão revertidas? Que essas bases de dados não serão mantidas? Não importa como isso estiver sendo usado, o que está sendo construído é a arquitetura da opressão.

Tradução: Marina Schnoor

98 visualizações

© 2020 - Observatório Da Crise / Fundação Lauro Campos e Marielle Franco

Alameda Barão de Limeira, 1400, Campos Elíseos, São Paulo (SP)