Organizações dos EUA e França pedem que o ‘Prêmio Nobel da Paz’ seja entregue aos médicos cubanos

Atuação dos médicos cubanos em situações de emergência e catástrofes ajudou a salvar milhares de vidas em todo o planeta

Por Comitê Carioca de Solidariedade a Cuba Texto originalmente publicado no site do Comitê Carioca de Solidariedade a Cuba A organização estadunidense Codepink solicita que o Prêmio Nobel da Paz seja concedido aos médicos cubanos por sua luta contra o COVID-19 em muitos países. O grupo feminista e pacifista (Codepink) pediu ao Comitê do Prêmio Nobel da Paz que considere a inclusão de médicos cubanos na lista de candidatos deste ano, mesmo que o prazo para as indicações tenha passado. Ativistas estadunidenses acreditam que ainda há uma chance de nomear médicos cubanos para o prêmio, se eles conseguirem apoio suficiente em todo o mundo ou se puderem convencer um membro do comitê. “Enquanto o [presidente dos EUA] Donald Trump ataca a China e rouba equipamentos de proteção individual de outros países, os médicos cubanos estão combatendo o COVID-19 em todo o mundo.

A brigada médica internacional Henry Reeve, em Cuba, está atualmente lutando contra o coronavírus em cerca de vinte países e merece o Prêmio Nobel da Paz “, afirmou o grupo em seu site. Também destaca que a Brigada Henry Reeve – que está trabalhando em todo o mundo para combater a pandemia – é apenas parte do sistema médico cubano, coordenado pelo Ministério de Saúde Pública de Cuba, que enviou mais pessoal de saúde para trabalhar em o estrangeiro do que toda a Organização Mundial da Saúde (OMS). Cuba continua a enviar seu pessoal médico para diferentes países do mundo, apesar de ter sido vítima do bloqueio e da pressão injusta dos Estados Unidos. Itália, Venezuela, Nicarágua, Suriname e Haiti são alguns dos países que receberam assistência médica da ilha, uma ajuda e solidariedade de que os cubanos se orgulham. Segundo reporta a Hispantv, pelo menos 29.000 profissionais de saúde cubanos, com boa reputação internacional, estão em 60 países ao redor do mundo para ajudar os mais necessitados. É uma solidariedade, que Havana baseia na crença de um sistema universal de saúde. Iroel Sánchez @iroelsanchez "Si alguien merece el Premio Nobel de la Paz, por encima de quienes apoyan la guerra y sus secuaces en la progresía neoliberal, son las y los médicos cubanos" @KatuArkonada https://www.jornada.com.mx/2020/04/25/opinion/008a1pol

Os francesses também pediram

A organização francesa Cuba Linda pediu a entrega do Prêmio Nobel da Paz às brigadas médicas cubanas Henry Reeve, implantadas em mais de 20 países em frente ao Covid-19. “A comunidade internacional é testemunha da solidariedade dos profissionais de saúde que deixam seu país para prestar serviços e compartilhar experiências em outras partes do mundo que, no caso da pandemia causada pelo novo coronavírus, chegam ao coração da Europa” , disse a organização em comunicado. https://www.geonoticias.com.br/organizacoes-dos-eua-e-franca-pedem-que-o-premio-nobel-da-paz-seja-entregue-aos-medicos-cubanos/

28 visualizações

© 2020 - Observatório Da Crise / Fundação Lauro Campos e Marielle Franco

Alameda Barão de Limeira, 1400, Campos Elíseos, São Paulo (SP)