O custo Bolsonaro: um panorama socioeconômico da crise

Retrato estatístico da crise humanitária que a população brasileira vive em termos de fome; queda na renda; inflação e desemprego

Por Liderança da Bancada do PSOL

Texto originalmente publicado por Psol na Câmara


A pandemia veio agudizar as mazelas das políticas econômicas neoliberais impostas ao conjunto da sociedade desde 2015 e que ganharam contornos dramáticos após o golpe de 2016 e a eleição de Bolsonaro. Desta forma, a pandemia se abateu no Brasil em um momento de profunda vulnerabilidade socioeconômica que conjugava altas taxas de desemprego e precarização no mundo do trabalho; baixo grau de proteção social e subfinanciamento de serviços essenciais como a saúde pública


Leia aqui o artigo na íntegra

19 visualizações0 comentário