Neoliberalismo: Uma análise marxista

As fragilidades econômicas do neoliberalismo, a esclerose das instituições políticas que regulam o seu metabolismo e a corrosão cumulativa das suas bases ideológicas tornam este sistema de acumulação vulnerável a desafios políticos

Por Alfredo Saad Filho


Resumo


Este artigo examina criticamente a literatura marxista sobre o neoliberalismo. Ele descreve as quatro principais interpretações do neoliberalismo a partir de uma perspectiva marxista e analisa os pontos fortes e limitações de cada uma delas. Estes incluem as abordagens do neoliberalismo como sendo, principalmente, um conjunto de ideias; um conjunto de políticas, instituições e práticas; um momento da luta de classes, e um sistema de acumulação. Ao examinar essas interpretações do neoliberalismo, o artigo destaca a vitalidade dos aportes marxistas para as ciências sociais, e pondera como eles podem contribuir para as lutas sociais a fim de superar o neoliberalismo como o atual modo de existência do capitalismo.


Palavras-chave: Neoliberalismo, Financeirização, Globalização.


Leia aqui o artigo completo


50 visualizações

© 2020 - Observatório Da Crise / Fundação Lauro Campos e Marielle Franco

Alameda Barão de Limeira, 1400, Campos Elíseos, São Paulo (SP)